17 ideias para aumentar sua influência.

1) Passe a ser visto como o grande especialista da sua área (autoridade!). Quando as pessoas pensam no seu ramo, no seu setor, no produto/serviço/solução que você vende, pensam em você imediatamente? Você é a grande referência?

2) Revise e alinhe constantemente suas prioridades de vida. Só ir atrás do dinheiro acaba com sua saúde física, mental, psicológica e compromete todos os seus relacionamentos.

3) Foco na CAUSA do problema, e não nas consequências/sintomas, é o que separa o especialista do amador.

4) Não projete nos clientes suas próprias crenças limitantes.

5) Ter dinheiro guardado dá uma segurança IMENSA para poder fazer melhores escolha na vida. A lógica serve para pessoa jurídica e pessoa física também! Diminua seu custo de vida e tenha um estilo de vida espartano. Tudo muda quando você simplifica.

6) Seja obcecado por uma causa, um propósito. Qual sua bandeira? No que você acredita? No que você NÃO acredita e é contra? Posicione-se!

7) Vantagens de um produto ou serviço que o cliente não valoriza, na verdade são objeções que vão dificultar a venda.

8) Não se entorte para atender cliente, para fazer uma venda, para tentar fechar um negócio. Isso raramente leva a uma conclusão feliz. Se você realmente quer ter clientes muito satisfeitos, precisa escolher com muito critério para quem vai vender e com qual tipo de cliente vai negociar.

9) Vendedores realmente diferenciados se negam a vender para um cliente quando sabem que essa não é a melhor opção e não é o que o cliente precisa de verdade.

10) O segredo do sucesso está em encontrar uma área em que:

– Você seja muito, muito bom.
– Você goste e tenha prazer em fazer.
– A sociedade e o mercado o reconheçam e valorizem.

11) Faça uma lista das 10 atividades que, se acontecerem, você teria um “dia perfeito”. Agora, avalie suas últimas seis semanas e se dê uma nota: como tem sido seu “dia normal” quando comparado com o “dia perfeito”? O que você pode fazer para melhorar essa nota?

12) O cliente tem que entender que você, como vendedor, está junto com ele para o longo prazo. Você não é uma “ficada” de uma noite. Com você é sério.

13) Seja o melhor, o número 1, o líder da sua área. Melhor escolher um nicho pequeno e ser mestre nele do que mais ou menos em várias coisas. Como dizia meu pai, “aprendiz de muitas artes não é mestre em nenhuma”.

14) Entenda o perfil do cliente e se adapte a ele. Estabeleça uma conexão emocional verdadeira e o resto ficará muito mais fácil.

15) Seja monotemático na defesa e na comunicação da sua “causa”, do seu propósito, do seu cliente ideal, dos benefícios e da visão futura positiva de trabalhar com você, seus produtos/serviços/soluções e sua empresa.

16) Lembre sempre da fórmula X tem Y, então Z. O produto/serviço (X), tem uma característica (Y), então por isso oferece uma vantagem (Z). Nem X, nem Y, nem Z vendem.

O que vende é o cliente ENTENDER, ACEITAR e QUERER essa vantagem. Ele tem que FALAR isso, verbalizar o benefício. Quem faz isso são só os excelentes vendedores e vendedoras.

– Vendedor ruim fala do produto.
– Vendedor médio fala de característica.
– Vendedor razoável fala de vantagem.
– Vendedor excelente, de alta performance, faz o CLIENTE verbalizar o beneficio de comprar. (Note que mudou de “vender” para “comprar”!).

17) Nunca perca uma oportunidade de fazer o cliente se sentir compreendido, valorizado e importante. Aliás, isso vale para qualquer pessoa com a qual você tiver contato!